Expansão da Consciência - Mirtzi

Blog

view:  full / summary

Seminário OS INCONT??VEIS NOMES DA M??E DIVINA E DA M??E TERRA

Posted by expandindo-a-consciencia on July 10, 2015 at 6:10 PM Comments comments (0)

 

DIVULGAÇÃO

Seminário da ACF – Academia para Ciência Futura – Brasil, terá Seminário com o Dr. J. J. Hurtak e Dra. Desiree Hurtak:

▪▪▪ INFORMAÇÕES ▪▪▪

ENTRE EM CONTATO COM esse email ou fone:

[email protected] (011) 94161-6334 (horário comercial)

▪▪▪▪▪ OS INCONTÁVEIS NOMES DA MÃE DIVINA E DA MÃE TERRA▪▪▪▪▪

DATA:

▪ Sábado, 5 de setembro de 2015, de 10h00 a 22h00

▪ Domingo, 6 de setembro de 2015, de 10h00 a 20h00 (aproximadamente)

LOCAL:

Espaço de Eventos Hakka

Rua São Joaquim, 460, Liberdade, São Paulo - SP

http://www.hakkaeventos.com.br

TEMA:

Este seminário tratará de vários aspectos da Mãe Divina, não apenas a sua definição, mas o entendimento cultural dela — e examinará as Suas inúmeras manifestações mundo afora. É da Energia da Presença da Mãe Divina que vem o Poder Criador que se manifesta ao fundo da vida. É Ela quem disponibiliza a ideia da Força Criadora Divina. Portanto, neste seminário, veremos experiências diretas e indiretas que mostram como Ela tem se manifestado em vários mitos e lendas, das tradições do Oriente às do Ocidente. Com isso, poderemos entender como o poder criativo da Luz está nos levando atualmente a uma Transformação maior, que se estenderá pelo mundo todo.

Paralelamente, nos enfocaremos nos planos futuros reservados ao planeta e como relacionar tudo isso com as mudanças que efetivamente nos aguardam quando interagirmos com um nível cósmico de inteligência. As trilhões de células dos nossos corpos foram feitas para refletir isso e agir como um todo maternal de modo que o nosso corpo seja protegido e nutrido para expressar-se holisticamente na vida física e espiritual.

Neste seminário, os temas tratados serão:

A mente consciente e inconsciente;

O poder dos Nomes da Mãe Divina;

A reciprocidade entre o trabalho da Mãe Divina e o do Espírito Santo;

A superação de bloqueios temporários e a mobilização para um propósito pessoal superior;

A motivação capaz de inspirar e instigar você e o seu semelhante!

Entendendo o trabalho da Mãe Divina, a nossa alma se integra à Sabedoria, Vivacidade e Aconselhamento Divinos, permitindo-nos avançar em níveis cada vez mais amplos de integração hoje e no porvir. Trata-se de um encontro imperdível, e a ACF Brasil aguarda não só a sua presença e a dos seus amigos de grupo, como de todas as pessoas espiritualmente sensíveis que possam se interessar nessa ativação da Luz Altíssima.

INSCRIÇÕES:

Os valores de inscrição são:

▪ R$ 375,00 — Até 03/07 (possibilidade de parcelamento em até 3x)

▪ R$ 400,00 — 04/07 a 03/08 (possibilidade de parcelamento em até 2x)

▪ R$ 425,00 — 04/08 a 31/08 (pagamento integral)

▪ R$ 450,00 — 01/09 a 05/09 (pagamento integral)

Um seminário com os Drs. JJ e Desiree Hurtak é sempre uma experiência profunda e, assim, esperamos compartilhar com vocês dentro de um profundo aprendizado e elevada experiência espiritual.

Caso você conheça As Chaves de Enoch® somente há pouco tempo, esta é também uma oportunidade ímpar de se aprofundar num Ensinamento que descortina novos horizontes de entendimento e de participação dentro da Mente Infinita.

E aos interessados num estudo ainda mais profundo, oferecemos a possibilidade de um encontro de estudo adicional com o Dr. JJ Hurtak e a Dra. Desiree Hurtak, também em São Paulo, na segunda-feira, 7 de setembro, de 10h00 a 17h00. O ingresso individual custa R$ 125,00 e é necessário reservar com antecedência, pois as vagas são limitadas.

As Chaves de Enoch® e o novo livro sobre os Nomes da Mãe Divina estarão disponíveis durante o seminário para venda.

Faça já a sua inscrição!

▪▪▪ MAIS INFORMAÇÕES ▪▪▪ ENTRE EM CONTATO COM esse email ou fone:

[email protected]

(011) 94161-6334 (horário comercial)



O Sagrado na Rela??o entre o Homem a Mulher

Posted by expandindo-a-consciencia on November 15, 2009 at 8:53 PM Comments comments (0)

O Sagrado na Relação entre o Homem a Mulher


[Mirtzi Lima Ribeiro[email protected]]



A existência dos sexos, como macho e fêmea (microcosmo), não é um mero capricho da natureza e sim, uma reprodução material de princípios do universo (macrocosmo). E o sexo é um arquétipo ou símbolo de grande valor, que traz a possibilidade de evolução qualitativa e de conexão com Deus.


Entretanto, a imagem do sexo inferiorizado e banalizado vem sendo largamente vendida, enriquecendo mercados. Muitos o têm praticado indiscriminadamente como mera necessidade biológica e emocional, prevalecendo o apelo instintivo em detrimento às conotações elevadas do contato sexual. Apesar disso, outros já despertam para a verdade do sexo, percebendo-o como sagrado.


O pontífice Católico, Bento XVI, na encíclica “Deus caritias est”, expressa um pensamento espiritual quanto ao verdadeiro papel do sexo na vida do ser humano:

“O eros degradado a puro « sexo » torna-se mercadoria, torna-se simplesmente uma « coisa » que se pode comprar e vender; antes, o próprio homem torna-se mercadoria.”.

(...) “Sim, o eros quer-nos elevar « em êxtase » para o Divino, conduzir-nos para além de nós próprios, mas por isso mesmo requer um caminho de ascese, renúncias, purificações e saneamentos”.

(...) “Sim, o amor é « êxtase »; êxtase, não no sentido de um instante de inebriamento, mas como caminho, como êxodo permanente do eu fechado em si mesmo para a sua libertação no dom de si e, precisamente dessa forma, para o reencontro de si mesmo, mais ainda para a descoberta de Deus...” (www.vatican.va)



Também o oriente, através do Tantra (sistema de yoga baseado na Consciência-Poder; do sânscrito: “ritual”, diz: “O próprio ato sexual, o coito, é cósmico. Na tradição hindu (...) é o encontro dos opostos em plano universal.


O mundo é o resultado deste ato de amor. Do encontro do poder masculino [Shiva: aspecto masculino de Deus] com o feminino [Shakti: aspecto feminino de Deus] ”.


Vejamos como podemos compreender este conjunto de idéias (arquétipos), que Deus colocou na Terra traduzindo princípios amplos, através do sexo: masculino é um princípio criativo, equivale ao número um (1), o espírito ou ‘pai do mundo’, o caos (grande vazio do espaço), o não criado, a sopa quântica; seu reflexo ou espelho é o número dois (2), receptivo, feminino, a ‘mãe do mundo’, ordem (toda a criação), a forma. O filho, o número três (3), advém do encontro destes princípios no mundo material.


Num mundo de terceira dimensão percebemos através da triplicidade: três forças na energia, com pólo positivo, negativo e neutro; campo magnético criado pelo átomo: prótons, elétrons e nêutrons; na religião, três aspectos do Logos Divino (verbo criador), assim como três pessoas da Santíssima Trindade.


O arquétipo expressa em si estados de energia diferentes a serem reconhecidos e utilizados para a expansão da consciência. Na união sagrada entre homem e mulher, a Bíblia fala que um será complemento do outro. Isso não acarretará nem dependência nem cerceamento de liberdades, mas, aprofundamento da intimidade, entendimento mútuo, completude, envolvimento e comprometimento, crescimento espiritual, sendo o sexo um aliado ao processo de ascensão e união com Deus.


Ambos, também, estarão equilibrando aspectos masculinos e femininos dentro de si. Este trabalho interior de comunhão é o ‘matrimônio superior’ ou ‘casamento alquímico’, processo de auto-conhecimento, que consiste no alinhamento individual, para a integração harmoniosa entre alma (Eu Superior) e personalidade (ego), e entre qualidades femininas e masculinas. Este é um processo de alinhamento interior contínuo, tornando o ser mais apto ao amor verdadeiro por outro ser equivalente em padrão de energia e propósitos, e que ressoe em freqüência semelhante.


Na união sagrada, o alinhamento se pautará em vários níveis: instinto (físico), passional (forças e energias), emocional (emoções), sentimental (percepção e compreensão), mental (razão), espiritual (ideais) e divino (missão frente ao plano de Deus). Isso promove uma convivência de unicidade e harmonia, elementos estabilizadores de problemas ou reveses que a vida neste mundo em mudança traz. O essencial é criar um ambiente propício a uma vida conjugal sagrada, impulsionando ambos ao crescimento espiritual e ao serviço altruísta para o plano divino. Embora seja raro que casais desfrutem atualmente deste clima intimista e mutuamente respeitoso, o autor Trigueirinho, no livro “A Quinta Raça”, aborda estes novos relacionamentos que já começam a ser firmados:


“O conhecimento entre o homem e a mulher será de ‘ser’ para ‘ser’, com a delicada profundidade que ainda não conheceis. Serão dois espíritos que se encontram, decidindo mais tarde compartilhar suas vidas. Não levados pela personalidade, mas conhecendo a essência mais íntima um do outro. Dificilmente fracassam na convivência, porque se conhecem realmente.”


E, uma vez que já se desperta para uma vida holística, espiritualizada, num novo nível e padrão de consciência, a tendência é que nas próximas décadas este modelo seja idealizado e vivido por muitos.


O padrão de consciência está intimamente relacionado ao modo como as pessoas vivenciam o sexo. Paul Brunton, Ph D em filosofia, ratifica este ponto no livro “Idéias em Perspectiva”: “O tipo mais baixo de impulso sexual se preocupa apenas em encontrar, por qualquer meio e através de qualquer pessoa, alívio momentâneo e satisfação física. É biológico, o que o homem partilha com os animais para a continuação da espécie; (...) Num tipo mais elevado de impulso, está misturado com sentimentos românticos, estéticos e emocionais, e começa a deixar de estar confinado apenas à crua atração animal. (...)


Com o crescimento evolutivo, o terceiro estágio marca uma mudança adicional no tipo de satisfação que o impulso sexual deseja.


Afinidade cultural, moral e intelectual é a atração nesse nível. Os objetivos mais elevados dos egos precisam harmonizar-se”.


Temos aqui um momento de mudança fundamental no mundo, porque surge um novo padrão de “Adão e Eva”, resgatando um conjunto de valores aprimorados que se constituem no embrião de uma nova sociedade.


Seres de consciência espiritualizada, aptos a divinizar a matéria nesta Terra e estabelecer relacionamentos superiores.



[email protected] 

Reiki - terapia e arte milenar

Posted by expandindo-a-consciencia on September 27, 2009 at 11:50 AM Comments comments (0)

Reiki

Terapia e arte oriental milenar.

O Reiki foi redescoberto no século passado por Mikao Usui, no Japão, mas o método já era usado há milênios pelos tibetanos, que o aplicavam para harmonizar e equilibrar o campo energético e vibracional do corpo, com fins de se manterem saudáveis.

O tratamento com Reiki auxilia a recuperação em casos de estresse e depressão, bem como de doenças no organismo. Atua ativando e regularizando o funcionamento das glândulas, órgãos, sistemas nervoso e imunológico.

Esta arte oriental milenar é uma terapia energética natural que visa o reequilíbrio do campo eletromagnético do corpo, restaurando a vitalidade física e mental do paciente. A cada aplicação de Reiki, que se assemelha a transmissões de ondas radiofônicas, as energias do paciente vão se alinhando, os bloqueios de seus chakras vão sendo removidos, o que resulta no seu melhor funcionamento. Isto restaura a saúde física e emocional daquele que está recebendo a aplicação de Reiki.

Através da física quântica, sabe-se que energia é luz. E o Reiki atua nas moléculas através de um sistema de luz, penetrando no triângulo psíquico que compreende os instintos, as emoções e a mente.

Embora este efeito não seja visível durante a aplicação do Reiki, um sistema quântico vibracional de luz é acionado, atuando no vácuo interatômico das moléculas, causando muitas vezes a sensação de calor que se irradia das mãos daquele que está aplicando a técnica do Reiki.

A temperatura é agradável e varia de terapeuta a terapeuta, assim como em relação ao que precisa ser tratado, não havendo efeitos colaterais ou nenhum tipo de contra-indicação.

Considerando os dois métodos, Usui (japonês) e de Osho (tibetano), são quatorze as posições básicas para a aplicação desta terapia alternativa, sendo três na cabeça, cinco no tronco, quatro nas costas e duas nos pés.

A formação de um profissional nesta área envolve quatro níveis de instrução, através do método de Mikao Usui, e/ou do método de Osho.

Atualmente vários cursos de Reiki vêm sendo ministrados, assim como correntes e vertentes desta terapia vibracional e energética.

No terceiro nível de Reiki nos métodos Usui e/ou de Osho, diz-se que se é mestre de si mesmo, sendo já um nível de mestrado e de sabedoria, facultando-se-lhe aplicar Reiki inclusive à distância, a escrever ou ministrar palestras sobre o tema, mas é só no nível seguinte, o quarto nível, que o Mestre em Reiki poderá ensinar, formar ou iniciar novos profissionais nesta área através de cursos, seminários e simpósios.

Mirtzi Lima Ribeiro

Reikiana – Nível III (Mestre de si mesmo, ou “Nível III– A” para algumas correntes), nos métodos Usui e Osho.

O amor nos dias atuais

Posted by expandindo-a-consciencia on July 15, 2009 at 5:54 PM Comments comments (0)

"O amor nos dias atuais" foi um texto despretencioso que escrevi, sendo publicado em 08/04/1990, num domingo, caderno 2 do jornal Paraibano "O Correio da Paraíba".

Gente, este texto hoje tem quase 19 anos.

Eu o encontrei entre meus arquivos e fiquei espantada porque naquela época eu já refletia sobre estes temas comportamentais e fazia minhas colaborações para os periódicos locais.

Ele segue transcrito na íntegra, sem alterações ao texto original (claro, se eu fosse reescrevê-lo hoje usaria outros termos, faria outras colocações, porque de lá para cá cresci como pessoa.

Apesar do lapso de 19 anos, e do texto estar circunscrito ao âmbito da personalidade, expressa conceitos não usuais e vale como um vislumbre e como um fomento à reflexão do que venha a ser um relacionamento meramente de terceira dimensão, com transição para aqueles que expressem níveis mais elevados de compreensão, possivelmente sob a perspectiva cósmica.

O amor nos dias atuais

Mirtzi

Existem muitas definições para AMOR e é interessante ver que o ser humano vive invariavelmente em busca dele. As pessoas o têm sob os mais variados ângulos de visão. Mas o amor na expressão plena da palavra significa muito e tem um valor inestimável. É raro vê-lo, porque as pessoas foram perdendo o seu real significado e transformaram-no em mero romantismo, ou isolaram-no no Eros. Muitos fazem uma confusão tremenda em torno do que é o amor, e até têm problemas sérios por causa disso.

Um número cada vez maior de pessoas têm necessidade de serem amadas porque não se sentem amadas. Daí porque alguns confundem necessidade com amor, embora dentro do amor exista a necessidade como decorrência. Mas uma necessidade sem ansiedade, sem angústia, traumas, dúvidas, ou sem o sentimento de que falta algo mais.

Porque o amor é preenchimento.

Preenchimento a cada instante mesmo não estando sempre disponível ou presente o objeto do amor. Não se trata de estar satisfeito por completo e não precisar de mais nada para a vida, mas sim, do bem estar e da satisfação emocional de equilíbrio, e, de que se cumprem plenamente suas funções, suas buscas, seus descobrimentos, obrigações rotineiras e demais atividades que executar.

O amor pleno é uma espécie de porto seguro, de aconchego, de carinho, de respeito, de fraternização, de atração, se sensualidade, de um encaixe de vontades, de busca mútua, de evolução conjunta para melhor.

Caetano Veloso bem apropriadamente escreveu uma "Canção de Protesto" contra as canções de amor porque as pessoas "abusam de um Santo nome em vão" ou "santificam uma banalidade" com "muita queixa, muito ciúme, muito aí".

 

O significado límpido do amor vai muito mais além do que as pessoas andam vivendo e acreditando.

A Bíblia aponta o amor como algo sublime, e isso não é apenas poesia, antes, diz que é um "perfeito vìnculo de união", que "o perfeito amor lança fora o temor".

Como a nos dizer que o amor na sua plenitude é abrangente, elevado, sem barreiras e sem nenhuma mesquinhez. Ela não exclui o Eros do amor, mas o incorpora a ele como componente essencial (mas não único), e isso fica claro no livro bíblico de "O Cântico de Salomão", que é repleto de sensualismo.

O que acontece é que as pessoas bloqueiam o amor, o impedem de crescer, porque o temor de se expor é maior. A competição entre as pessoas faz com que um, tema que o outro esteja a jogar com seus sentimentos. Ser sincero, franco e não temer a expansão do amor hoje em dia assusta a muitas pessoas.

Como disse Shirley Maclaine "a maioria das pessoas parecia não se permitir um contato pessoal mais profundo. Acarretava ansiedade demais, era muito difícil de manter...", "A ironia era que todos procurávamos por amor. Passávamos a vida a procurar por outra pessoa que a partilhasse. E quando descobríamos alguém com potencial para atender a essa necessidade preferíamos recuar" (livro "Minhas Vidas").

E isto tem se mostrado com um número cada vez mais crescente de pessoas. A verdade é que todos têm muito amor para dar e demonstrar, mas economizam amor.

As pessoas podem ser adoráveis se o quiserem, é só colocar de lado o receio de se mostrar tal qual são e de procurar reduzir o grau de egoísmo que estão desenvolvendo neste mundo repleto de competição e onde a lei "do mais forte se sobrepõe ao mais fraco".

Por que então não se busca o aperfeiçoamento através do amor? Porque

o amor eleva nossa freqüência e conseqüentemente nos põe a salvo das influências de ondas negativas, pensamentos nocivos, invejas e cobiças.

O amor afasta a rixa, o ressentimento, a mágoa, a dor, o sofrimento.

O perfeito amor faz com que as pessoas vivam em vínculo inquebrantável e abre as portas do equilíbrio e do perfeito funcionamento mental, emocional e espiritual. O exercício do perfeito amor afasta as possibilidades das neuroses tão presentes na atualidade.

O amor não procura justificativa, porque é plenitude de compreensão, ele é preenchimento e está crescendo continuamente.

É só cultivá-lo.

Não há medida para o AMOR.

Mas ele assume conotações diferentes e o que importa é que as várias formas de expressar amor se completam e podem ser usadas para o aprimoramento da personalidade e do grau de relacionamento.

Dizer que isso é utópico e se esconder da realidade desta ausência de a

amor na atualidade e que isso traz uma série de problemas como conseqüência, é o que aumenta ainda mais as barreiras para que se exercite o amor.

O correto é que as pessoas procurem se estimular naquilo de excelente que possuem e é assim que evoluirão como criaturas.

O raciocínio é óbvio: o amor se fortalece pelo seu uso, eleva o espírito, traz felicidade duradoura, engrandece o sentido da vida, torna as pessoas mais serenas e as conduz à paz.

Unir-se em amor é algo grandemente benéfico e só depende das pessoas se encaminharem para isso. Cultivar o melhor do amor que têm, trará nos semelhantes vibração positiva, ânimo, vontade de progredir, pensamentos sadios e a projeção de muita luz e energia revitalizadora.

O retorno daquilo que proporcionamos ao semelhante funciona como lei: ame e será amado.

Este é o significado maior do amor.

Mirtzi (08/04/1990)

[email protected]

 

O Sentido da S?ntese

Posted by expandindo-a-consciencia on July 9, 2009 at 11:04 AM Comments comments (0)

 

Antes de sermos seres humanos em corpo físico, originários do 'corpo' do PAI/MÃE [aspectos feminino e masculino de 'Deus'] espiralamos como chispas divinas, vindos do plano imaterial para o material, de modo inconsciente.

 

 

Fomos descendo à matéria, passo a passo, num processo de individualização cadenciado.

 

Para descer à matéria, precisávamos ir densificando nossas partículas até a materialidade. A equação "E= MC2" [nota 1] , atesta ponto fundamental à assertiva de que, enquanto consciência imaterial ou energia pura, precisávamos reduzir ou desacelerar a potência e velocidade de nossas partículas, viabilizando o processo de densificação para uma existência na forma. Processo que levou éons, ou seja, incontáveis eras].

 

 

Logo, passamos a experimentar o mundo irreal [ou material], um mundo de ilusão, um palco ou experimento, onde precisávamos vivenciar o lado obscuro e dual, com o propósito de transcendê-lo, melhorando e evolucionando conjuntamente todos os seres, na UNIDADE com o PAI/MÃE [o TODO].

 

 

Após esta descida, absorvendo a experiência e nos melhorando continuamente, ao alcançarmos maestria em questões pontuais, iniciamos o processo de sutilização para viabilizar o retorno à morada do PAI/MÃE [O Paraíso].

 

 

Porém, este processo se dá de modo consciente, sendo iniciado quando estivermos plenamente despertos quanto à nossa divindade e assumirmos nosso papel quais seres de luz, contribuindo para a evolução do TODO, da UNIDADE[tecido do qual todos nós fazemos parte estando incorporados ao PAI/MÃE divino, seja em que nível de compreensão estivermos].

 

 

Para empreender esta ascensão [retorno ou subida ao PAI/MÃE pela sutilização dos corpos densos], cabe-nos compreender o sentido da síntese, da simplicidade, da espontaneidade, da entrega, da unidade, do não julgamento, do amor desapegado e harmonioso, do amor impessoal e incondicional.

 

 

Sobretudo, cabe-nos aprender a ter domínio e maestria sobre nossos corpos inferiores [equilibrando suas oscilações e necessidades pungentes], alinhando-o à nossa ALMA e ESPÍRITO [EU SUPERIOR], ajustando nossa freqüência vibratória para que ela se torne cada vez mais sutil.

 

 

O objetivo disso é encontrarmos o alinhamento dos corpos superiores aos inferiores, o alinhamento ao Cristo, viabilizando sua harmonização, de nível em nível, de modo ascendente [voltando para a casa do PAI/MÃE divinos].

 

 

Para tanto, devemos aspirar ardentemente nos fundirmos ao PAI/MÃE.

 

 

Esta aspiração nos ajudará a ter como foco o processo ascensional de modo integral, com todas as nossas capacidades e corpos, com o coração e a mente.

 

 

No cumprimento deste propósito, a entrega incondicional e irrestrita de si mesmo ao EU interno e ao plano evolutivo, é a via mais fácil e mais rápida.

 

Qual o propósito ou objetivo de tudo isso?

 

 

Melhorar continuadamente o TODO [o tecido ou corpo de Deus? PAI/MÃE].

 

Assim dizem: a CABALA, a filosofia Védica, assim como de todas as tradições e ensinamentos místicos.

 

 

Em ciclos sem fim, espiralamos do PAI/MÃE divino, habitamos mundos e desenvolvemos dons e talentos conferidos, para retornarmos a ele/a, melhorados continuadamente, num crescente evolucionário ininterrupto.

 

 

 

Mirtzi Lima Ribeiro

[email protected]

 

 

 

"Se o estudante não tem muito presente a distinção entre involução e evolução, entre a descida e a ascensão, deparará com dificuldades e embaraços para compreender o conceito geral da evolução."

C.W.Leadbeater, em 'O Plano Mental (o mundo céu)', ed. Pensamento.

 

Nota 1:

"Em física, a equação téorica E = m•c² mostra a relação entre energia (E) (em qualquer forma) e a massa (m) de um corpo". Autoria de Albert Einstein http://pt.wikipedia.org/wiki/E%3Dmc%C2%B2

Em outras palavras, depreende-se que matéria é energia condensada, densificada. Cada vez que as partículas se descondensam, ganham mais velocidade/aceleração.

Ajustando as Freq??ncias Vibrat?rias

Posted by expandindo-a-consciencia on July 5, 2009 at 5:01 PM Comments comments (0)

A cada dia torna-se mais compreensível e natural, nos dias de hoje, o uso da palavra “vibração” ou da expressão “freqüência vibratória ou vibracional”.

Quando mencionamos estas palavras, imediatamente, a imagem que acessamos é de ritmo, som, ressonância.

E se é som, ritmo, ressonância, é ingrediente que pode ser ajustado, melhorado, de tal modo que tenhamos neles mais e mais harmonia. Portanto, podemos ajustar a freqüências vibratórias. Como fazê-lo, então?

O modo mais fácil e seguro é fazermos esse ajuste através da quantidade de Amor sem condição e desapegado que tivermos em nosso coração, pois este tipo de Amor é constituído da freqüência mais pura no nosso Universo.

Outra opção para realizarmos este ajuste de freqüência vibracional é fazê-lo através do uso de mantras; de música harmoniosa; da visualização de cores e de formas geométricas específicas para cada tipo de resultado desejado; da respiração cadenciada e concentrada; do silêncio interior e do aquietamento pessoal.

Para entrarmos em sintonia com a pulsação do cosmos (vibrações medidas em Hertz), podemos fazê-lo através de exercícios de meditação com ou sem mantras (som); com ou sem mudras (sinais ou símbolos). Podemos entoar os mantras em um ritmo constante e harmônico, podendo nos levar à conexão com a freqüência vibratória do próprio cosmos ou podemos simplesmente silenciarmos a tudo, inclusive e principalmente, silenciando quanto ao burburinho de nossos próprios pensamentos. É no silêncio de nosso ser que a harmonia e a eternidade se revelam. Que busquemos esses momentos de quietude que nos trarão grandes revelações e descobertas, além de nos elevarmos a patamar mais sutil e mais amplo.

As freqüências vibratórias emitidas por cada pessoa e por cada objeto podem se modificar quando submetidas a diferentes sons e cores, quando submetidas às efusões de Amor puro, quando submetidas à contemplação amorosa. Através destes campos de energia que se formam, é perfeitamente possível realizar um afinamento vibratório. Através dele o indivíduo irá se ajustando de modo a empreender um contato com realidades superiores à sua a cada passo galgado nesta afinação ou refinamento.

Atualmente tais assertivas já foram cientificamente comprovadas, inclusive, porque os múltiplos geométricos da nota fundamental de cada ser e objeto são de natureza quântica.

Cada pessoa tem uma nota fundamental, que se desdobra em tons e sobre-tons. Cada pessoa sobre a Terra ressoa numa freqüência vibratória própria, que se modifica conforme cada situação ou circunstância vivenciada. Essas freqüências devem ser trabalhadas para que possamos nos conectar à consciência de seres excelsos e de esferas celestiais.

Nossos estados vibracionais passam por processos de maturação de energia, e estes estados serão mais sutis à medida que houver um grau de abertura interior maior e entrega de si mesmos a este processo de mudança de freqüências.

Para este plano de três dimensões, o silêncio interior, o controle da palavra, a ausência de ambição e apego a resultados, o elevado senso de zelo pelo que é do Plano de Deus nessa Terra, a doação de si mesmo ao Propósito de Deus, assim como o amor impessoal e incondicional, se constituem chaves essenciais a grau crescente de harmonização e conseqüente ajuste vibracional. Portanto, a freqüência vibratória da pessoa que experimenta tais condutas, se elevará ou se manterá num nível compatível com a quarta, quinta, sexta ou sétima dimensões.

Uma comparação, que embora rude, nos demonstra claramente que há uma gradação de pureza entre as faixas vibracionais, é imaginarmos as freqüências de rádio AM, FM e freqüências que estão acima destas. Quanto mais elevadas forem as faixas sintonizadas, mais claro e limpo o som e a compreensão se tornarão. Quanto mais baixa for esta freqüência, menos nítido será o som e mais suscetível a interferências externas (ruídos).

Neste aspecto, o amor e o som são poderosos instrumentos para ajustar nossa freqüência vibratória, e com isto, poderemos acessar patamar vibracional superior. Neste contexto, o “contato” com dimensões e o acesso a informações superiores virá como conseqüência deste novo estado de consciência. Ou seja, será viabilizado o insight ou a canalização.

Há relatos em livros e brochuras de que alguns extraterrestres já usaram um tipo de linguagem de tom e melodia para contatar humanos, sem uso de palavra articulada ou de sinais escritos. Nestes textos há indicação de que alguns destes contatos foram captados e mimetizados através de computadores. Seria, então, uma linguagem tonal substancialmente harmônica. Com base em pesquisas em registros deste tipo que filmes de ficção científica demonstraram circunstâncias de contato extraterrestre em níveis semelhantes.

Como exemplo da linguagem tonal, muitos autores mencionaram o poder do canto tibetano, capaz de movimentar até mesmo naves espaciais, de criar campos interdimensionais e de comunicar-se com UFOS.

Vários animais, a exemplo dos golfinhos, emitem um tipo de linguagem melódica, que geralmente está associada ao amor, tendo o poder purificador, colaborando com a elevação do quociente vibracional do planeta.

Para que o ser humano possa acessar um patamar vibratório superior ao de terceira dimensão, é necessário que ele se eleve à sintonia correspondente, à semelhança do que fazemos para captar sinais de determinada emissora de rádio ou TV.

No dicionário Aurélio, sintonia é: “Condição de um circuito cuja freqüência de oscilação é igual à de um outro circuito ou à de um campo oscilante externo”, já outro significado faz referência à harmonia, à reciprocidade, à correspondência com o meio.

Ressonância vibratória é um termo que é muito utilizado na medicina, sendo o uso de exames bem corriqueiro atualmente. Os aparelhos são cada vez mais sofisticados no sentido de captar a vibração e ter a capacidade de mostrar claramente a situação de órgãos, tecidos dos diversos aparelhos do corpo humano. Os ritmos do nosso cérebro também são medidos pelos impulsos que emite, através de ciclos por segundos, apontando uma medição da freqüência vibratória.

Um ciclo por segundo é expresso em Hertz, que é uma unidade de medida de freqüência de um fenômeno periódico igual à freqüência de um evento por segundo. Isto foi postulado através do físico alemão Heinrich Hertz (1857/1894).

Desde 1929, o psiquiatra austríaco Hans Berger, descobriu que o cérebro humano emite ondas elétricas ou impulsos eletromagnéticos. Atualmente, se sabe que há pelo menos quatro principais categorias de ritmos cerebrais: beta, alfa, teta e delta. Cada ritmo cerebral corresponde a um nível mental, conseqüentemente a uma atividade corporal específica. O cérebro humano oscila suas freqüências cerebrais do estado de consciência exterior ao interior e vice-versa.

A faixa Beta corresponderia aos impulsos de 13 a 28 ciclos por segundo, onde geralmente estão polarizadas as pessoas do ocidente, que geralmente se deixam levar por freqüências de estresse e atividade externa. Neste estado, os neurônios estão dispersos e energia é gasta excessivamente. Em conseqüência, se experimenta o cansado ou falta de vitalidade com maior facilidade, além de baixar a imunidade do corpo. É um estado de confusão, tensões e preocupações.

O nível Alfa, cuja freqüência oscila entre 8 a 12 ciclos por segundo, está relacionado com o nível de tranqüilidade, paz interior e exterior. Cada vez que entramos em estado de relaxamento, há concentração, imaginação e criatividade, ou seja, entramos numa freqüência propícia ao atemporal e aos insights. Já a faixa Teta corresponde à freqüência de 4 a 7 ciclos por segundo, na qual, segundo alguns pesquisadores, muitos orientais já funcionam normalmente.

Um dado interessante é que, estando polarizados de 7,5 a 8 Hertz pode se acessar a percepção extra-sensorial (P.E.S.), onde ocorrem as canalizações, ou comunicação com seres de planos acima da terceira dimensão [extraterrestres e ultraterrestres]. Muitos cientistas trabalham nesta faixa vibracional e recebem do universo “insights” ou inspirações para descobertas e postulados. Muitos santos estão nessa freqüência, irmanados com as energias celestiais.

A faixa Delta corresponde à freqüência abaixo de 4 ciclos por segundo e refere-se a um nível de consciência ainda pouco conhecido e estudado pela ciência, é chamado de estado de sono profundo, de inconsciência, que algumas vezes está também relacionado ao estado de coma. Segundo especialistas nesta área, os bebês recém-nascidos vivem nesta freqüência.

Entre as faixas de freqüências vibracionais Alfa e Teta, o consciente direito do hemisfério cerebral é acessado. Este lado cerebral (hemisfério direito) atua como ponte para o corpo mental abstrato, cuja sintonia é o eterno presente e seu campo é multidimensional, portanto, de infinitas possibilidades. Através do consciente direito, fazemos a ponte com padrões mais amplos, penetrando no atemporal, no intangível, em realidades superiores. Aí está o segredo da atualmente denominada Inteligência Espiritual.

Já o consciente esquerdo trabalha com o raciocínio, a lógica e a dedução, no mental concreto, ou seja, lida com a experiência passada, com aquilo que lhe é conhecido. Há alguns estudiosos que falam de três hemisférios cerebrais que precisam trabalhar em harmonia: o direito, o esquerdo e o central. Seriam eles relacionados diretamente às inteligências emocional, convencional e espiritual?

O essencial é entendermos que todos estes hemisférios do cérebro devem estar equilibrados, também fisicamente falando, para que em corpo físico haja sintonia aos padrões superiores de energia, no sentido de fluir e estabelecer conexões com esses níveis e padrões. Logo, obtendo tal equilíbrio e harmonização, poderemos participar de uma rede ou malha de comunicação interna capaz de receber mensagens e informações de planos superiores, no processo que se chama canalização. Havemos de interagir com patamares conscienciais mais elevados, naturalmente. Isto poderá acontecer também em relação a pessoas que se encontram distantes fisicamente, porém conectadas nos níveis e planos internos.

Em síntese, como o universo manifestado é vibração assim como toda forma que o habita também é. Tudo é percebido como som.

Para que o ser humano possa acessar e manter contato consciente com realidades superiores, deverá ajustar sua freqüência vibratória, de modo que ressoe harmoniosamente com o universo. Isto se trata de um alinhamento, que poderá ser facilitado pelo uso do canto, da meditação, do silêncio interior, da respiração ou da música.

Estão prontos para essa viagem?

 

 

Mirtzi Lima Ribeiro

[email protected]

Modelo de Unidade e Alinhamento Pessoal

Posted by expandindo-a-consciencia on May 26, 2009 at 10:01 PM Comments comments (0)

O modelo de unidade é um ALINHAMENTO e podemos faze-lo em nós mesmos, assim como em relação ao todo (ou seja, em relação aos demais que estão na mesma freqüência que nós estamos).

Desse ALINHAMENTO, vem como conseqüência o aumento do nosso quociente interno de LUZ e de AMOR, trazendo fortaleza e fé inimagináveis.

É um processo, como processo não ocorre de uma hora para outra. Entretanto, seu resultado traz: aceleração do raciocínio; aumento do cone de percepção; elevação da freqüência vibracional; acesso à dimensão superior; conexão com o todo (consciente coletivo); responsabilidade sem apego ao produto ou resultado do trabalho realizado; nutrição de sentimentos superiores (amor, compaixão, compreensão), e, energia positiva que é canalizada para os demais.

Através deste trabalho interior, buscaremos a melhoria contínua nas nossas vidas.

A vaidade e o ego não morrerão, apenas perderão o foco principal, onde a UNIDADE, o TODO passam a ganhar importância fundamental. A Alma será refletida através do Ego, que trará uma imagem menos imperfeita da essência, e estará alinhado aos ditames da Alma.

Neste trabalho interior, o ego deverá ser o ESPELHO fiel do EU SUPERIOR, ou seja, de nossa ALMA, do nosso mais profundo SER.

O ego não será mais um espelho distorcido, como ocorre quando damos importância apenas ao mundo exterior e às aparências superficiais.

Apesar de empreendermos um trabalho interior sério, não seremos perfeitos, ainda erraremos em várias ocasiões (funciona o “ORAI E VIGIAI”, ditos pelo nosso amantíssimo Cristo).

Entretanto, nossos erros serão pistas valiosas para encontrar as CAUSAS FUNDAMENTAIS, sobre as quais, agiremos e trataremos com vistas a erradica-las.

Quando ancoramos no Modelo de Unidade visamos à EXPANSÃO DA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA e das pessoas em geral. Isso contribui p melhorar pessoas, instituições e a própria comunidade, além de trazer esclarecimento e entendimento claros quanto a qual é nossa real meta e diretrizes para a vida.

Há um Plano Global, no qual está inserido o nosso plano e tarefa pessoal.

Nele, nos movemos conscientemente, qual espiral ascendente, melhorando e girando eternamente rumo à UNIDADE.

E você amigo [a] como SENTE que é o ALINHAMENTO ou seu MODELO DE UNIDADE?

Mirtzi Lima Ribeiro – [email protected]  

Contato

Posted by expandindo-a-consciencia on May 26, 2009 at 9:47 PM Comments comments (0)

Durante sua história, o homem vem procurando manter contato com outras formas de vida, além da órbita terrestre. Para este fim, tem enviado mensagens sonorizadas, tanto originadas da Terra, quanto através de inúmeros satélites artificiais que percorrem o espaço. Têm sido utilizados símbolos, figuras e diversos sinais em ondas hertzianas na tentativa de manter contato com outras civilizações não só nos limites do sistema solar, quanto o mais longínquo espaço que estes sinais puderem alcançar.

Atualmente contamos com um sistema internacional de receptores que captam sinais naturais e artificiais, medidos em Hertz. Os sinais artificiais que têm chegado à Terra, indicam existência de vida inteligente fora deste planeta, embora as autoridades governamentais tentem negar tal fato.

Os meios de escuta que vários países dispõem atualmente, vêm sendo modernizados de tal maneira que é possível captar emissão de sinais provenientes de pontos cada vez mais distantes da Terra, sendo a distância atual equivalente a mil anos-luz.

Há resultados de inúmeras pesquisas, que podem ser lidas em diversos livros e sites sobre astronomia, física e ufologia. As mensagens e sinais recebidos obedecem a ritmos, freqüências fixas e intensidade que revelam sua distância e sua origem.

Desde 1964 vários físicos e rádio-astrônomos, de diversos observatórios ao redor do mundo, têm se encontrado periodicamente em assembléias para discutir este tipo de contato sob todos os ângulos. A partir destes encontros foram estabelecidos critérios rigorosos, que transformados em padrões internacionalmente aceitos, permitem distinguir um sinal hertziano natural de um artificial.

Na Universidade da Flórida, o Dr. Carr e equipe, pesquisaram mensagens originadas do planeta Júpiter durante cinco anos, revelando o comprimento de dezoito mega ciclos de ondas hertzianas, compreendendo períodos definidos de nove horas, cinqüenta e cinco minutos e vinte e oito segundos.

Para analisar o tipo de recepção destes sinais, os cientistas utilizaram critérios internacionalmente aceitos pelos rádio- astrônomos, os quais confirmaram que estes sinais emitidos eram artificiais. Apesar disso, as autoridades governamentais atribuíram oficialmente os sinais captados a tempestades ou a erupções vulcânicas na superfície do planeta estudado, afirmando que seriam ondas naturais. Os argumentos oficiais entraram em choque com as evidências científicas.

Ao longo destes anos, recursos têm sido investidos com o propósito de realizar estudos e pesquisas que possibilitem identificar vida inteligente além da órbita terrestre. Os resultados oficiais muitas vezes encontram-se recobertos de sigilo, de segurança nacional para os países detentores das informações.

Através da comunicação tecnológica os governos terrenos tentaram manter contato com extraterrestres. Evidência disto são os projetos espaciais que chegam a público e as verbas norte-americanas destinadas à construção de bases secretas, cujos equipamentos estão voltados a esta área de pesquisa.

Embora as informações e relatos sejam oficiosos, há indicação de sucesso nos contatos mantidos, inclusive menciona-se acordos firmados com alguns extraterrestres. Tais fatos as autoridades procuram omitir.

Há avanços tecnológicos significativos e notícias de projetos norte-americanos envolvendo know how extraterrestre. Algumas informações chegam a estudiosos da área por espionagem ou através cientistas que desertam de suas funções por questões éticas.

Por outro lado, extra-oficialmente temos acesso a um número cada vez maior de relatos de contatos mantidos com extraterrestres, expostos em revistas, vídeos, documentários, reportagens, livros e palestras ao redor do mundo.

Estas experiências demonstram que o ser humano, mesmo sem empregar aparelhagem sofisticada, tem condições de manter contato consciente com extraterrestres.

Este tipo de contato é denominado de comunicação subjetiva, e poderá ser muito superior à comunicação tecnológica.

O que seria manter contato?

Manter CONTATO é estabelecer algum tipo de INTERAÇÃO entre a CONSCIÊNCIA HUMANA e PLANOS ou DIMENSÕES SUPERIORES às quais o ser humano está POLARIZADO.

Esta idéia pode ser entendida na resposta do escritor Virgil Armstrong quando indagado numa de suas palestras, sobre o que são ETs e ÓVNIS. Ele respondeu o seguinte: “OS ETS E OS ÓVNIS SÃO UM PONTO E UM TEMPO DA CONSCIÊNCIA – DE VOCÊS, MEUS E DOS OUTROS ( OS ETS E OS ÓVNIS)”.

Logo, verifica-se que o nível de consciência é um FATOR DETERMINANTE para que o contato se realize com clareza e precisão.

Neste processo é essencial que a pessoa se mantenha sintonizada em faixas vibracionais que possam acessar esta realidade. Para isso, é necessário que desenvolva MATURIDADE ENERGÉTICA, esteja receptiva, e que procure estar livre de interferências dos campos e níveis psíquicos da Terra (faixas vibracionais ancoradas até a terceira dimensão).

O ambiente propício ao contato é o Cosmos, o Universo. Observa-se que o cosmos emite uma pulsação em seus estratos físicos, que todo o universo manifestado é VIBRAÇÃO.

Albert Einstein provou através da Teoria da Relatividade que MASSA e MATÉRIA são ENERGIA CONDENSADA. Nossos corpos ou quaisquer objetos físicos são feitos de átomos. Os átomos compõem-se de partículas subatômicas e entre estas partículas há o vazio. Tais partículas são ONDAS, e estas ondas são possibilidades de informação, TRANSMITINDO SEU SOM CARACTERÍSTICO.

No universo manifestado, a energia transforma-se em luz e sua passagem pelo espaço cósmico origina o som, que é o coordenador da forma.

E de que maneira poderemos PERCEBER a vibração?

A vibração no UNIVERSO MANIFESTADO pode ser percebida como aroma, cor, som e forma tangível.

No universo manifestado o SOM, a LUZ, o ELETROMAGNETISMO e o PENSAMENTO são fontes para a criação de CAMPOS DE ENERGIA.

Cada uma das manifestações da vibração no plano tangível apresenta uma FREQÜÊNCIA.

Por sua vez, FREQÜÊNCIA é a TAXA à qual um objeto VIBRA.

E é também um modo de medir o SOM.

Cada ser humano tem UMA FREQÜÊNCIA VIBRATÓRIA PECULIAR. Cada um é conhecido e identificado pelo seu SOM individual.

O trabalho da civilização Maia era, entre outros, codificar os harmônicos.

Porque...

“a HARMONIA são múltiplos geométricos criados pela vibração específica de um objeto”(Revista AMALUZ, ano 2000).

OS MÚLTIPLOS GEOMÉTRICOS DA NOTA FUNDAMENTAL DE CADA SER E OBJETO SÃO DE NATUREZA QUÂNTICA.

Para entrar em sintonia com a pulsação do cosmos através do som, vários grupos utilizam mantras, que entoados em um ritmo constante e harmônico, podem levar à conexão com esta freqüência vibratória.

As freqüências vibratórias emitidas pelas pessoas e objetos se modificam quando submetidas a diferentes sons e cores. Este fenômeno demonstra que é possível REALIZAR UM AFINAMENTO VIBRATÓRIO, onde o indivíduo se ajustará para empreender um contato com realidades superiores à sua.

Cada pessoa tem sua nota fundamental, que se desdobra em tons e sobre-tons. Cada um que está aqui RESSOA numa freqüência vibratória, que se modifica a cada situação ou circunstância, e que pode ser trabalhada para se conectar à consciência de extraterrestres.

Nossos estados vibracionais passam por processos de MATURAÇÃO DE ENERGIA, e estes estados serão mais sutis à medida que houver um grau de abertura interior maior e entrega de si mesmo a este processo de MUDANÇA DE FREQÜÊNCIAS.

O silêncio interior, o controle da palavra, a ausência de ambição, o amor impessoal trarão mais harmonia, leia-se aqui, sua freqüência vibratória estará se elevando.

Abrimos um parêntese para uma comparação, que embora rude, nos demonstra claramente que há uma gradação de pureza nas faixas vibracionais. Imaginem as freqüências de rádio AM, FM e os canais especiais. Quanto mais elevadas forem as faixas sintonizadas, mais claro e limpo o som se tornará. Quanto mais baixa for a freqüência, menos nítido será o som e mais suscetível a interferências externas.

O SOM é um poderoso instrumento para AJUSTAR nossa freqüência vibracional, e com isso poderemos acessar patamar vibracional superior, onde o contato será uma CONSEQÜÊNCIA deste novo estado de consciência.

Muitos ETs usam um tipo de LINGUAGEM DE TOM E MELODIA, porém sem palavras. É uma linguagem tonal substancialmente harmônica.

Vários contatos foram mantidos através deste tipo de linguagem, CUJAS MENSAGENS FORAM CAPTADAS E MIMETIZADAS ATRAVÉS DE COMPUTADORES.

Como exemplo da linguagem tonal, muitos autores mencionaram o poder do canto tibetano como sendo capaz até mesmo de movimentar naves espaciais, de criar campos interdimensionais e de comunicar-se com UFOS.

Inclusive vários animais, a exemplo dos golfinhos, emitem um tipo de linguagem melódica, que geralmente está associada ao amor por alguma coisa.

Para que um ser humano possa acessar um patamar vibratório superior ao de terceira dimensão é necessário que esteja em SINTONIA, à semelhança do que fazemos para captar sinais de determinada emissora de rádio ou TV.

Vamos então ao significado da palavra SINTONIA:

“Condição de um circuito cuja freqüência de oscilação é igual à de um outro circuito ou à de um campo oscilante externo”, já outro significado faz referência à harmonia, à reciprocidade, à correspondência com o meio (transcrito do dicionário Aurélio).

Verifica-se ainda que por ressonância vibratória, se escuta o SOM da parte do corpo examinado.

Os ritmos do nosso cérebro são medidos também por impulsos emitidos, através de ciclos por segundos. Isso é freqüência vibratória!

UM CICLO POR SEGUNDO é expresso em HERTZ, que é UMA UNIDADE DE MEDIDA DE FREQÜÊNCIA DE UM FENÔMENO PERIÓDICO IGUAL À FREQÜÊNCIA DE UM EVENTO POR SEGUNDO. Isto foi postulado através do físico alemão Heinrich Hertz (1857/1894).

Desde 1929, o psiquiatra austríaco HANS BERGER, descobriu que o cérebro humano emite ondas elétricas ou IMPULSOS eletromagnéticos.

Atualmente, se sabe que há pelo menos quatro categorias de ritmos cerebrais: beta, alfa, teta e delta. Cada ritmo cerebral corresponde a um nível mental, conseqüentemente a uma atividade corporal específica. O cérebro humano oscila suas freqüências cerebrais do estado de consciência exterior ao interior.

A faixa BETA corresponde aos impulsos de 13 a 28 ciclos por segundo, onde geralmente estão polarizadas as pessoas do ocidente. Neste estado os neurônios estão dispersos e muita energia é gasta. É um estado de confusão, tensões e preocupações.

O nível ALFA, cuja freqüência oscila entre 8 a 12 ciclos por segundo, está relacionado com o nível de tranqüilidade, paz interna e externa. Cada vez que entramos em relaxamento, estamos concentrados, imaginando e criando, estamos funcionando na freqüência alfa.

A faixa TETA corresponde à freqüência de 4 a 7 ciclos por segundo. É a freqüência em que muitos orientais funcionam.

Um dado interessante é que, estando polarizados de 7,5 a 8 Hertz pode se acessar a percepção extra-sensorial (P.E.S.), onde ocorrem as canalizações, ou comunicações com extraterrestres ou ultraterrestres (anjos, arcanjos e hierarquias de luz, seres de grande magnitude divina) de planos acima da terceira dimensão.

Alguns cientistas trabalham na faixa vibracional de acesso à percepção extra-sensorial, quando determinados a usar seus conhecimentos ao bem da humanidade, recebendo do universo “insights” ou inspirações para descobertas e postulados.

Entre as faixas de freqüência vibratória ALFA e TETA, o consciente direito do hemisfério cerebral estará funcionando. E o que é isso?

O nosso consciente esquerdo trabalha com o raciocínio, a lógica e a dedução, ou seja, com a experiência passada, com aquilo que já lhe é conhecido.

O consciente direito, como contraparte abstrata do corpo mental, atua com a energia do eterno presente, que transcende o espaço-tempo, que é multidimensional.

Através da percepção com o consciente direito, estaremos conectados com padrões mais amplos, penetrando no atemporal, no intangível, em realidades superiores.

Como indivíduo, participaremos de uma rede de comunicação interna capaz de receber mensagens e informações de extraterrestres, no processo que se chama canalização. Isto poderá acontecer também em relação a pessoas que se encontram distantes fisicamente, porém conectadas nos níveis internos.

Já a faixa DELTA corresponde à freqüência abaixo de 4 ciclos por segundo e refere-se a um nível de consciência ainda pouco conhecido pela ciência. Por ser chamado de estado de sono profundo, de INCONSCIÊNCIA, e até mesmo em relação ao estado de coma.

Segundo especialistas nesta área, os bebês recém-nascidos vivem nesta freqüência.

EM RESUMO, ASSIM COMO O UNIVERSO MANIFESTADO É VIBRAÇÃO, TODA FORMA QUE HABITA O COSMOS TAMBÉM É.

Tudo é percebido como SOM, inclusive o ser humano. E para que o ser humano possa acessar e manter contato consciente com realidades extraterrestres, deverá AJUSTAR sua freqüência vibratória, de modo que ressoe harmoniosamente com o universo. Esse alinhamento poderá ser efetuado com canto ou da música.

Mirtzi Lima Ribeiro – [email protected]  

Existem civiliza??es intraterrenas?

Posted by expandindo-a-consciencia on May 26, 2009 at 8:25 PM Comments comments (0)

Ao longo da história, têm ocorrido não só inúmeros relatos da existência de civilizações dentro da Terra e dentro dos oceanos, como a edição de livros enfocando o tema, que não é mais inusitado para a maioria dos habitantes deste planeta.

Escritor de diversos livros, o Ph. D, Joshua David Stone, abordou o assunto com precisão e argumentos convincentes. Outro escritor e eminente palestrante de âmbito internacional, Virgil Armstrong, vem afirmando mundo afora que tem contatos com estes seres, que têm nas camadas interiores da Terra seu habitat natural, e que são provenientes de inúmeras galáxias. Tais seres realizam um trabalho de purificação no solo e no oceano deste planeta, em razão da degradação que o homem de superfície tem causado aos seus ritmos naturais intrínsecos.

Relato belíssimo é trazido no livro "Um Mundo Dentro de Um Mundo", da Ed. Pensamento, tratando da história de um grupo de sete prisioneiros russos, que contatou esta realidade. O grupo ficou mundialmente conhecido como X-7.

Um brasileiro, que teve a coragem de sair pelo nosso país em palestras durante o ano de 1989, enfocando o tema das civilizações intraterrenas, e que tem dedicado mais de vinte anos de sua vida a escrever os mais de sessenta livros sobre a matéria, é Trigueirinho.

Voltemos nossa atenção para o nosso pequeno e belo planeta e pensemos no Roncador, serra do Brasil Central situada no Mato Grosso com relatos da exteriorização do "mítico" Templo de Ibez, cenário do misterioso desaparecimento, em meados de 1925, do explorador inglês Percy Harrinson, oficial da Royal Geographical Academy, e de seus reaparecimentos esporádicos nos 32 anos posteriores. Tais fatos foram tidos como materializações e desmaterializações deste explorador. Sob que leis?

Pensemos nos romances "A Filha do Inca" e "Kallu" de Menotti Del Pichia, que relatam a existência de civilizações intraterrenas na região central do Brasil, com descrições da energia usada sob o efeito de leis da antimatéria, idênticas aos enunciados trazidos nos livros de Trigueirinho sobre a energia Ono-zone. Observe-se que, mais de meio século separam as edições dos livros destes autores, um escrevendo sob o enfoque de ficção ou romance e outro sob o aspecto tanto científico como de experiência pessoal.

Alguns criticam e requerem provas cabais das afirmações destes homens e de tantos outros que expõem o assunto abertamente. No entanto, tais questionadores, não conseguem explicar pelas leis físicas conhecidas pelo homem de superfície, inúmeras ocorrências registradas ao redor do mundo que são indicativos da existência destas civilizações.

Tais inquiridores esquecem que estamos inseridos num Universo que contempla leis da matéria e da antimatéria, além de outras realidades jamais imaginadas pelo homem que pouco conhece do uso de energias utilizadas fora do nosso sistema solar. O homem está tateando quanto às tecnologias que empreguem leis da antimatéria e não domina sequer o uso da luz, que já é uma materialização dos fogos do espaço cósmico!

Como poderá o homem nesta ignorância, simplesmente negar sem argumentos contundentes e fáticos, que estas civilizações são irreais, que inexistem, que são fruto de imaginação débil e fértil?

Há séculos, o homem se achava o centro do universo, hoje sabe que a Terra encontra-se no extremo da via Láctea, portanto distando anos-luz do grande sol central. Isto significa que nosso planeta é um "grão de areia" inserido na imensa vastidão de nossa galáxia. E ela - imagine as incontáveis galáxias? - poderá abrigar inúmeras civilizações, debaixo de incontáveis leis ainda desconhecidas pela raça humana de superfície.

Reflitamos sob este prisma e desistamos de adotar uma posição obtusa de mentes limitadas.

Abramo-nos ao infinito.

Este novo milênio nos trará reveladoras descobertas e respostas.

Nas próximas décadas muitos paradigmas estarão definitivamente quebrados.

Enfim, poderemos manter contato com outras civilizações da mesma maneira que nos comunicamos atualmente com o outro lado do planeta.

Mirtzi Lima Ribeiro - [email protected]  

O Seu lugar sagrado: um Castelo Pessoal

Posted by expandindo-a-consciencia on May 20, 2009 at 9:27 PM Comments comments (0)

Tenho certeza que, invariavelmente, um bom número de pessoas já se viu com vontade de ter um lugarzinho especial onde pudesse repor as energias. Seria aquele lugar no qual a pessoa possa desfrutar de tranqüilidade e de momentos sagrados consigo mesmo.

Este lugar pode ser criado mentalmente, mesmo que o tenhamos de forma palpável, fisicamente, no mundo concreto.

Podemos criar um lugar MÁGICO, de SERENIDADE, onde possamos ir sempre que precisarmos nos reabastecer de luz, ternura, aconchego e calor.

Aquele doce lugar que é tão belo quanto o nosso próprio coração, nosso

mais profundo ser.

Sim você pode construir seu castelo pessoal, aquele lugar protegido, que SÓ VOCÊ CONHECE O CAMINHO, e no qual desfrutará de luz, paz, amor, muita energia, fé, esperança, acolhimento. É até um excelente exercício criar e visitar este lugar mágico.

SEU CASTELO PESSOAL: um lugar de luz, reservado, cheio de calor, onde sua privacidade é garantida e vivenciada, onde poderá ficar à vontade e sem máscaras, relaxado, seguro e tranqüilo.

COLOQUE SUA IMAGINAÇÃO PARA FUNCIONAR, crie cada detalhe do seu castelo, cada lugarzinho.

E o proteja, cercando-o de anjos azuis, de fadas, de seres encantados do bem. E lembre-se de guardar o caminho só para você, seus anjos protetores e seus guias: mas lembre que o lugar é só seu!

Coloque plantas, muito verde, um córrego com águas cristalinas simbolizando seu emocional tranqüilo e calmo, os anjos renovando suas forças e lhe trazendo alegrias, tirando todas as energias negativas e lhe restaurando a aura e a vitalidade.

Se não quiser construir um local assim, volte-se para seu próprio coração!!!

Veja as citações a seguir:

“... para onde vais? O céu está em ti! Por que o procuras em outra parte? citação de Angelus Silesius

.“...onde quer que vão não encontrarão nunca lugar tão encantador como seu próprio coração.” citação de Paulo o Veneziano.

“Acredite que todas as possibilidades estão em você, fechadas, e que você pode liberá-las dizendo somente ‘Eu Posso’.” citação de Blavatsky


Rss_feed